segunda-feira, 24 de maio de 2010

Café

Tem hora que um café muda tudo!..............

quinta-feira, 20 de maio de 2010

medo



Em muitos casos, depois de muito procurar, o cão chamado "medo" instala residência em um corpo.
E ali permanece, até que o proprietário abandone aquele corpo .
Em outros casos , ele irá ficar na residência (corpo) por um prazo.
E um dia o morador irá se cansar e colocá-lo porta afora , pois ele não é um cão adestrável, que dá a patinha quando se pede.
Ele é um oportunista, que fica pelos cantos fingindo que não está vendo e nem ouvindo oque está acontecendo, mas que na hora H, está sempre pronto pra dar conselhos macabros sobre a situação, deixando o pobre dono do corpo, confuso e sem saída.
Porém em uma bela manhã o cão chamado "medo", ele ganha mundo, após ter sido convidado a se retirar, libertando assim, o proprietário do corpo.
O proprietário do corpo feliz da vida, encontra então a liberdade de um dia ensolarado mas logo depois de alguns dias, encontrará outro cão perdido, também chamado"medo".
Então me pergunto, qual o melhor proprietário do corpo?
O que fica com o primeiro cão e deixa ele se procriar ou o que expulsa o cão, mas em breve adota outro?
O medo é um cão sarnento que nos acompanha, e se ficarmos com pena desse cãozinho ,,,, ele nos domina.

terça-feira, 18 de maio de 2010

domingo, 16 de maio de 2010

Arquitetura experimental









Aeolus, na mitologia grega, o Senhor dos Ventos, foi o nome escolhido por Luke Jerram para um projecto que une arquitectura, som e imagem. O designer britânico, criador de várias esculturas e instalações, recebeu recentemente fundos para projectar e construir um espaço arquitectural que ressoará e, no fundo, cantará ao vento.

Com o apoio dos departamentos de Engenharia Acústica da Universidade de Southampton (UK) e da Universidade de Salford (UK), Aeolus é uma pesquisa no campo da acústica, vento, luz e arquitectura. Destes factores nasceu um conceito inspirado nas torres de vento de Yadz, no Irão, usadas desde tempos antigos para captar ar fresco e refrigerar os edifícios.

Conjugando a tecnologia que permite o fluxo de ar no interior destas, com outro elemento ancestral, harpas eólias que ressoarão com o vento, a instalação permitirá que os visitantes possam ouvir dentro do espaço uma paisagem acústica tridimensional, provocando a percepção natural do som do vento sem necessidade de recorrer a quaisquer instrumentos eléctricos ou qualquer amplificação. Mais ainda, centenas de tubos ocos deixarão passar a luz, e a própria forma semi-esférica do complexo, permitirá não só ter uma percepção melódica do exterior, mas também uma imagem fragmentada e extremamente direccionada da luz, trazendo o exterior para o interior.

A luz deixada passar pelos tubos e o som produzido pelas harpas permitirá ao público, posicionado estrategicamente no centro da estrutura, uma experiência única, podendo formar um mapa visual e auditivo, alterado dramaticamente a cada momento. Jerram espera que esta instalação única possa, assim que criada, percorrer os ventosos montes da Inglaterra, antes de ser instalada num local permanente algures no país.

Aeolus, inovador e arrojado, é um projecto que pretende alterar percepções do mundo que são normalmente naturais e objectivas, evocando o passado mas buscando novas sensações.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Mulheres de tehuana




As mulheres da tribo tehuana estão sempre dando tapinhas e tocando não só seus maridos e não só seus bebês e não só seus homens , não só suas avós e seus avôs , não só a comida, as roupas, os animais de estimação da família, mas também a si mesmas .
é uma cultura que valoriza o contato físico e que parece fazer florescer as pessoas.
Do mesmo modo se observarmos os animais eles batem uns nos outros numa espécie de dança agitada , mas demonstra que eles tem vinculos, é como dizer "eu faço parte, você faz parte".
Então abrace, toque e seja feliz .....

sábado, 8 de maio de 2010

Ritos e Rituais




Nos tempos pós-cristãos , as antigas ferramentas dos sapateiros tornaram -se sinônimos das ferramentas de tortura do diabo: raspadeiras, torquês , alicate, pinças , martelos , sovela e assim por diante.
Nos tempos pagãos , os sapateiros compartilhavam da responsabilidade espiritual de aplacar os animais que forneciam o couro para sapatos, as solas, os forros e os revestimentos.Já no início do séc XVI, afirma-se em toda a Europa não-pagã que os " os falsos profetas eram feitos de sapateiros e latoeiros".

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Talismãs - Mana


Mana é uma palavra empregada na Melanésia que Jung colheu em estudos antropológicos perto do inicio do século.Ele considerava que o termo descrevia a qualidade mágica que cerca certas pessoas, talimãs, elementos da natureza como o mar ,a montanha, ár,árvores, plantas , rochas , lugares desconhecidos e acontecimentos, eque deles emana.Independentemente dos antropólogos que estudaram esse fenômeno, os integrantesdas tribos vivenciaram essa energia como algo pragmático e místico ao mesmo tempo.Ela tanto anima quanto move.Além disso, a partir dos relatos de místicos de todos os tempos que documentaram seus altos e baixos com o chamdo Mana, concluimos que a associação com a natureza essencial que produz esse efeito é muito parecida coma sensação de estar apaixonado.Sem ela , sentimo-nos desamparados ; de inicio, ela pode exigir muito tempo em incubação, porém mais tarde pode se chegará a um relacionamento rico e profundo com ela.