domingo, 27 de junho de 2010



Quero a forma , aquela que não foi criada, não foi editada, nem amada e muito menos odiada.
Quero o novo, o fresco, aquele que me dê ânimo de viver, de sentir, de amar e fugir .
Fugir para minhas formas .

kamalaksi 27/06/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário