domingo, 22 de agosto de 2010


Não falo com as paredes.
E se falasse,
talvez achasse,
elas,
boas ouvintes.
Ou no mínimo acharia,
que fui compreendida.
Afinal não haveria,
resposta, protesto,
modesto que fosse, pra me desalegrar.
Paredes,
que tudo sabem e nada dizem.
Dentetoras de segredos,
da Alma.

Kamalaksi 22/08/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário