sexta-feira, 24 de setembro de 2010



as palavras nascem nos dedos,
e habitam as linhas.
deslizam entre os cultos, 
ameça os ignorantes.
ignorantes de sentir, 
de sentir a alma, que fala,
grita e pede para se expressar em 
pequenas palavras.

3 comentários:

  1. Que lindo isso viu. É exatamente assim que alguém que escreve se sente. Não é o desejo de ser lido mas de ser sentido!

    Poetar é uma peleja! Poetar é um Deus nos acuda!

    Te beijo, te abraço!

    ResponderExcluir
  2. Eu, vim lhe convidar aseguirmos-nos pelos BLOGs
    Se possivel aqui
    Abrass
    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. escrever,escrever, escrever....e vamos nessa...
    entre palavras,colorindo e ocupando espaço neste universo.
    é o que sei fazer rsrsrs

    ResponderExcluir