quarta-feira, 1 de setembro de 2010

 Fitando os olhos da moça,
o sujeito se descobriu.
Pena que de forma tardia,
pois ela partia.
Cansada de esperar por ele,
pegou suas coisas arremessou na mala
e foi.
Sem dizer para onde.
Feliz para encontrar a si mesma,
no espiral que ali se abria.
Na mais fina e suave linha,
da vida.
Kamalaksi 01/09/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário