segunda-feira, 17 de janeiro de 2011



onde o vento se esconde,
mora o abrigo da alma, 
aquela que voa com a borboleta, 
e de repente encontra o vai e vem das loucuras.
onde tantas lámurias, já não se fazem estar.
pois os sorrisos chegaram e dessa vez pra ficar.
onde a semente se planta, e o arbusto se deita, 
a goiaba é perfume e água 
essa é a música



sexta-feira, 14 de janeiro de 2011


ela passa tão rápido,
muitas vezes escapa das nossas mãos,
sem aos menos nos darmos conta.
vida.
( kamalaksi - 14/01/2011)